Mais coisas e tal

Mais uma vez, peço desculpa pela recente falta de posts aqui… falta essa em parte devida a umas questões pessoais e familiares com que tive de lidar nas últimas duas semanas, em parte também causada pela falta de ideias e inspiração (que, fora o plano de posts que já tenho há meses, vem muitas vezes de coisas que leio, ou ouço em podcasts, e não tem havido tempo nem cabeça para ler/ouvir isso).

Passando aos “assuntos pendentes”…

  1. fui, aparentemente, nomeado para os “Sapos do Ano” (que, ao contrário do que o nome sugere, nem é organizado pelo Sapo, nem está limitado a blogs lá alojados — caso contrário o meu, que está num WordPress num servidor meu, estaria à partida excluído). Obrigado desde já a quem me nomeou! 🙂 Se acham o OvelhaOstra útil, ou simplesmente gostam do que escrevo, estejam à vontade para votar… quem sabe, até neste blog 🙂 Recomendo também que espreitem os outros finalistas, dos diversos temas — já vi ali coisas que tenciono passar a seguir (quando as tais questões pessoais e familiares acalmarem). E tenho de ver se envio para lá o texto que me pediram… 🙂 com sorte, hoje, mais tarde.
  2. estive a pensar, em relação aos posts regulares de “Gastos Semanais“… já não os faço há algum tempo, e a minha desculpa para mim mesmo foi que eles se a) não ensinam nada a ninguém, são só sobre as minhas finanças; b) tornam-se um bocado repetitivos; e c) ultimamente tem havido pouco mais conteúdo do que eles, pelo que não tem piada chegar aqui e a primeira página ser só posts a dizer “esta semana gastei X“. Por outro lado… estes posts fazem-me bem, ajudam-me a ser mais organizado e menos consumista (já que os meus “disparates” ficam expostos ao mundo — aliás, acho que nas últimas semanas fiz mais desses “disparates” (comprar jogos, etc.) precisamente por saber que não ia, supostamente, partilhar os gastos aqui… 🙁 ), e, por isso, vou voltar a publicá-los regularmente, às sextas (incluindo amanhã). Se os acharem aborrecidos, eles têm todos títulos parecidos, por isso são fáceis de saltar.
  3. tenho uma novidade… 😉 mas fica para o 3º post de hoje. Sim, leram bem. O 2º vai já a seguir. 🙂

Coisas e tal

Eu sei, eu sei, ando muito preguiçoso. 🙁 Mas tenho um post em mente para hoje ou amanhã, além de ver também se volto aos posts dos gastos semanais (amanhã, também). Entretanto, o mapa de responsabilidades de Setembro está atrasado (devia ter saído no sábado passado, mas parece que é só no seguinte), por isso o post da evolução das dívidas só virá depois do fim de semana.

Mas… tenho uma novidade: acabei hoje de pagar mais um cartão de crédito! Só resta o 3º, que tem uma dívida de cerca de 1000€ (tendo já pago o que pude pagar este mês), coisa que penso eliminar no fim de Novembro. Vou ter de ir ao subsídio de Inverno, mas lá terá de ser. Esse cartão, como já mencionei aqui, é para manter, para pagar assinaturas e outras coisas compradas na net, mas a ideia é mudar os pagamentos automáticos para 100%, de forma a nunca mais pagar juros.

De regresso das férias…

Pois, devia ter avisado que ia de férias antes das mesmas, não é? 🙂 Foi só uma semana (mais a sexta-feira anterior, dia 5 de Outubro), por isso não levei PCs e afins (a ideia era mesmo, mesmo, mesmo descansar, e acho que obtive sucesso nesse aspecto), pelo que não deu jeito estar a fazer os posts dos “gastos semanais”. Ainda não sei se faço os das duas semanas em atraso, ou se os salto… provavelmente esta segunda hipótese.

Entretanto, tenho de ver se arranjo ideias novas, relativamente a coisas sobre as quais escrever aqui… (Estou sempre aberto a sugestões, já agora.)

Nova série: Conceitos

Nos próximos dias (aliás, espero que o primeiro seja já hoje, mas não prometo), vão aparecer aqui vários posts sobre conceitos relacionados com finanças pessoais, poupança, independência financeira, etc.. A ideia desses posts é servirem para fazer uma lista (que já podem ver, chamada Conceitos, no cimo do blog) de posts, e, no futuro, quando mencionar um desses conceitos, em vez de o resumir nesse post, limito-me a “linkar” para o post do referido. Se servirem também para alguém aprender alguma coisa de novo (ou pensar em algo que já conhece de um ponto de vista diferente), é um bónus. 🙂

Serão, para todos os efeitos, posts “normais”, que permitirão comentários, como sempre. A minha intenção, porém, é eles serem mais “definitivos”/”semi-formais”, por isso vou evitar que eles mencionem coisas mais temporárias e/ou pessoais, como a minha situação actual, posts anteriores (excepto outros conceitos), etc..

Obviamente que isto não impedirá a continuação dos posts “normais”, mas já andava a acumular ideias para vários destes há uns tempos, e acho que chegou a altura de começar. Se bem que, de certa forma, o do factor galão já foi o primeiro deles. 🙂

Algumas ideias que tenho, que acabei de copiar dessa lista (o que não quer dizer que todos apareçam aqui, ou que os nomes sejam os mesmos, ou que a ordem seja esta, etc.):

  • FOMO (fear of missing out)
  • independência financeira
  • f-you money (dinheiro “vai-te f…”?)
  • poupança (não é o objectivo, é só o primeiro passo, etc.)
  • frugalidade
  • consumismo
  • low hanging fruit / quick wins
  • diminishing returns
  • adaptação hedónica
  • rendimentos passivos

Novidades no OvelhaOstra: nº de comentários, contacto, caching

Interrompemos agora a nossa programação regular para anunciar as seguintes novidades:

  1. Já foi na semana passada, mas os posts passaram a dizer (logo abaixo do título) quantos comentários têm. Sim, a maior parte dos blogs já o faz, mas este theme de WordPress não o fazia. Esse texto é também clickável, e faz ir logo para o primeiro comentário do post (ou o sítio onde os comentários começariam, no caso de ainda não existir nenhum).
  2. Estão a ver a opção “Contacto“, lá em cima? Já funciona. Qualquer problema, digam, please.
  3. Instalei hoje um plugin de caching (basicamente, deve tornar o site mais rápido). Já tive, no entanto, um ou dois problemas técnicos com esse tipo de plugins noutros blogs (ex. formulários não funcionarem, comentários não aparecerem logo, etc.), pelo que agradeço que me comuniquem (ver 2. acima 🙂 ) se tiverem algum problema.

E para já é tudo. A programação regular será retomada dentro de 3… 2… 1… 🙂

Em breve: livros, podcasts, etc.

Como hoje ainda estou meio “moribundo” devido à aventura de ontem (além de zombificado devido à combinação de dois anti-histamínicos diferentes — o que provavelmente não é a coisa mais ajuizada que já fiz na vida, mas as alergias este ano estáo más), vou deixar posts “a sério” para os dias que se seguem, e hoje vou-me resumir a partilhar mais uns planos sobre coisas a incluir neste blog: vou falar de livros (incluindo audiobooks) e podcasts que li/estou a ler/ouvi/estou a ouvir. Tudo sobre os assuntos do blog: finanças pessoais, frugalidade, independência financeira, etc..

Só para dar uma ideia (nota: a ordem pode acabar por não ser esta, podem-se meter outros pelo meio, etc.):

Livros:
  • The Simple Path to Wealth (JL Collins)
  • Set for Life (Scott Trench)
  • The Millionaire Next Door (Thomas J. Stanley e William D. Danko)
  • The Automatic Millionaire (David Bach)
  • Rich Dad, Poor Dad (Robert Kiyosaki)
  • The Richest Man in Babylon (George S. Clason)
  • Invest Like a Pro (Jesse Mecham)
  • Me, Inc. (Gene Simmons)

Sim, os títulos estão em inglês — é como eu normalmente leio. 🙂 Mas sei que alguns destes livros existem também traduzidos para português. A ideia será fazer um post sobre cada um, e criar uma página no blog (que provavelmente aparecerá lá em cima) com um link para cada um desses posts, de forma a ter uma “lista de leitura” do OvelhaOstra.

Podcasts:
  • BiggerPockets Money (um “spin-off” sobre finanças pessoais do Bigger Pockets “normal”, que é mais sobre imobiliário)

Também quero, eventualmente, falar de blogs, sobretudo porque tenho recentemente descoberto alguns em Portugal, em geral mais “pessoais” e que criam comunidades interessantes; mas quero também partilhar a minha experiência e opinião sobre outros focados em temas mais específicos (incluindo aquele que parece que tenho de mencionar post sim post não 🙂 ). Mas isso fica para mais tarde, talvez.

Posts regulares futuros

Isto tudo ainda é novo, por isso é natural que o formato vá mudando, mas, para já, a minha ideia em relação a posts regulares é:

  • Semanalmente (sextas-feiras, provavelmente) listar os gastos da semana (ainda não sei bem em que formato, mas tenho até amanhã para decidir);
  • Mensalmente (no dia em que for actualizado o mapa de responsabilidades de crédito, ou talvez um dia ou dois a seguir), listar as dívidas especificadas no mesmo, referentes ao último dia do mês anterior, separadas pelos vários tipos de dívida (créditos, cartões de crédito, etc.) e a diferença/evolução de cada um desses tipos. De certa forma, o primeiro post da situação actual pode ser visto como o primeiro destes, se bem que devo inventar um formato mais “standard” para os seguintes. Penso também criar uma categoria para eles (e  para eles), de forma a ser possível seguir os vários posts por ordem cronológica.

Isto, como disse, serão os posts regulares. No meio dos mesmos haverá outros, claro, sobre assuntos diversos — ideias, coisas que vou aprendendo, etc..

Pensei também em, quando as dívidas estiverem pagas, fazer posts sobre a evolução dos investimentos, mas posts tipo “quanto dinheiro tenho” são sempre perigosos em termos de privacidade, por isso, a não ser que dê para contornar esse problema, é provável que não os faça.

O início…

Estou a escrever isto tipo “stream of consciousness”, por isso é possível (provável, até) que posteriormente volte a este post para aumentar a sua coerência. 🙂 OK, comecemos:

Este é um blog sobre, eventualmente, vários assuntos: finanças pessoais, poupança, frugalidade (com possivelmente algum minimalismo à mistura), investimentos, e independência financeira. Sem querer entrar em grandes detalhes pessoais (até preferia manter algum anonimato, pelo menos tanto quanto possível), tenho mais de 40 anos, trabalho há mais de 20, e apesar de ganhar relativamente bem para o país em que vivo (Portugal — e, sim, já revelei algo sobre mim, como se a minha forma de escrever não o tivesse já feito desde o início do post…), cheguei a esta idade não tão bem como seria de desejar — sem quaisquer poupanças, sem investimentos “palpáveis” (só “experiências” à volta de poucas centenas de euros), com vários créditos e cartões de crédito para os quais vai bastante dinheiro todos os meses, e com a possibilidade de independência financeira (leia-se: não precisar de trabalhar, e viver só dos investimentos, rendimentos passivos, etc.) ainda muuuuito longe. Ao mesmo tempo, há várias coisas que adoro fazer (hobbies, etc.) e que cada vez mais provocam ressentimento com a vida actual por não ter tempo para elas, e não queria poder fazê-lo só depois dos 60 e quantos (sei lá qual é a idade actual de reforma em Portugal), pelo que essa independência é cada vez mais desejável.

As únicas vantagens: tenho a casa paga (o que não foi graças a mim) e tenho uns sites (nenhum dos quais é um blog) que me dão algum dinheiro todos os meses.

A ideia deste blog, portanto, é um misto de várias coisas: por um lado clarear e/ou apontar ideias, documentar experiências, puxar por mim próprio, e partilhar o que vou aprendendo, tanto para uso pessoal posterior como, espero eu, para eventuais leitores.

Isto pode mudar completamente no futuro (como disse no início, este post é mais um “rascunho” que outra coisa), mas a minha ideia, para já, é fazer algo como um misto de vários blogs existentes de vários tipos, desde um Diário das minhas finanças pessoais até um Mr. Money Mustache. Ou seja, se por um lado quero documentar gastos e poupanças (mas não de forma exaustiva ou repetitiva: ninguém vai querer saber coisas tipo “hoje poupei 80 cêntimos não pedindo sobremesa” pela Nª vez), por outro quero escrever sobre o que vou aprendendo, evoluindo e, espero eu, fazendo — idealmente, de forma a ser também útil a outros. E, ao mesmo tempo, terei o desafio de por um lado ser informativo e detalhado, e por outro não revelar valores como ordenados, contas bancárias, e afins.

O nome do blog? Já tinha este domínio (ovelhaostra.com) há uns bons anos; cheguei a usá-lo para um fórum de uma equipa à qual pertenci em tempos, mas desde então não estava a fazer nada com ele… e assim evito ter de registar outro. Poupança! 🙂

E pronto, para já é isto.