Livro #4: The Compound Effect

Mais uma semana, mais um livro lido (ei, aceitei um desafio no Goodreads de ler 50 livros este ano 1, por isso até tenho algum atraso a recuperar 🙂 ), sendo este The Compound Effect, de Darren Hardy, publicado em 2012.

Darren Hardy - The Compound Effect

Hesitei (por alguns segundos 🙂 ) em fazer um post sobre este livro (e incluí-lo na lista de livros sugeridos do blog), já que ele não é tanto sobre finanças pessoais, investimentos, independência financeira, etc., mas sim sobre desenvolvimento pessoal. (E confesso que antes de o começar a ler, devido ao título, esperava que ele abordasse também o tema do efeito composto aplicado às finanças, mas o autor só menciona isso, perto do início, para dar um exemplo quantificado do poder desse efeito; o foco é mais nos nossos hábitos e “auto-superação”.)

Mas muito daqui pode ser, indirectamente, aplicado à melhoria das nossas finanças, no sentido de passarmos a ser melhores no que fazemos, melhorarmos a nossa saúde física, eliminarmos maus hábitos, etc., tudo isso podendo reflectir-se numa melhor evolução de carreira (e/ou criação e desenvolvimento de actividades paralelas/rendimentos passivos).

(Além de que — e isto ainda não sei se vai para a frente ou não — também já pensei em incluir algum desenvolvimento pessoal nos temas deste blog. Porque não? 🙂 Quem não se interessar, pode sempre saltar esses posts.)

Um exemplo que o livro começa por dar é a história de 3 amigos, que começam na mesma situação (mesma idade, mesma condição física, casados, etc.), mas um deles decide fazer pequenas alterações para melhor na sua vida: começa a ler 10 páginas de um bom livro por dia, ouve audiobooks ou podcasts educativos e/ou inspiracionais enquanto vai e volta do trabalho, corta umas 100 calorias por dia (ex. substituir um refrigerante por água), passa a andar mais uns 1000 passos por dia (por exemplo, dando uma volta ou duas a pé ao quarteirão ao fim da tarde). Tudo coisas simples, que não requerem esforço “heróico”.

O segundo amigo, por outro lado, comprou uma TV enorme para ver mais dos seus programas favoritos, e tem experimentado fazer em casa receitas que vê nos vários canais de culinária, sobretudo as sobremesas doces que tanto adora. E instalou um bar na sala, e adicionou uma bebida alcóolica por semana à sua dieta. Nada de especial; ele apenas se quer divertir mais um bocado.

O terceiro amigo, como devem estar a adivinhar, não muda nada na sua vida, deixando tudo como está.

O livro continua (e isto tudo é menos de um capítulo) a história dos 3 amigos ao longo do tempo; daí a 5 meses ainda não se nota diferença, nem após 10 meses. É só mais tarde que realmente se começa a notar alguma coisa: o primeiro amigo está mais elegante, enquanto o segundo está visivelmente mais gordo — a diferença de peso entre ambos é de mais de 30kg! E as diferenças vão para além do físico: tendo passado mais de mil horas (ao longo de mais de um ano) a ler bons livros e a ouvir audio sobre desenvolvimento pessoal e de skills, o primeiro conseguiu uma promoção no trabalho. O segundo amigo, por outro lado, tem cada vez menos energia, o que faz com que ao chegar a casa não consiga fazer mais nada do que ver TV até dormir. Isso começa a criar problemas no casamento, já que ele e a mulher já nunca fazem nada (incluindo isso) juntos…

O terceiro amigo, naturalmente, não está tão mal como o segundo, mas queixa-se de que nada muda na vida dele… 🙂

E há muito mais: auto-melhorias, organização da vida, registo dos progressos, que tipos de pessoas procurar, e que tipos evitar, etc..

Isto já vai longo, por isso vou tentar limitar as citações (tenho 67… medo!  🙂 ). Como sempre, tradução minha:

  • “O Efeito Composto é o princípio de se obter enormes ganhos graças a uma série de pequenas escolhas inteligentes.”
  • “O aspecto mais desafiante do Efeito Composto é que temos de trabalhar por algum tempo, de forma eficiente e consistente, antes de começarmos a ver resultados.”
  • “Tudo na tua vida existe porque começaste por fazer uma escolha sobre algo. As escolhas são a raiz de cada um dos teus resultados. Cada escolha dá início a um comportamento que com o tempo se torna um hábito. Escolhe mal, e podes dar contigo de volta à posição de partida, forçado a fazer novas e mais difíceis escolhas. Não escolhas de todo, e fizeste a escolha de ser receptor passivo de tudo o que venha na tua direcção.”
  • “O teu problema não é teres estado a fazer más escolhas intencionalmente. Isso seria fácil de resolver. O teu problema é que tens navegado pelas tuas escolhas como um sonâmbulo. Metade das vezes, nem tens noção de que as estás a fazer!”
  • “Quando a maioria das pessoas decide atingir novos objectivos, começam por perguntar ‘OK, tenho o meu objectivo, agora o que é que tenho de fazer para o alcançar?‘ Não é uma má pergunta, mas não é a primeira questão que precisa de ser abordada. A pergunta que nos devemos fazer é: ‘Quem é que eu tenho de me tornar?
  • “Se queres ter mais, tens de te tornar mais. O sucesso não é algo que se persegue. Aquilo que persegues vai fugir de ti; é como tentar agarrar borboletas. O sucesso é algo que atrais sendo a pessoa que te tornas.”
  • “Nunca vais mudar a tua vida até mudares algo que fazes todos os dias. O segredo do teu sucesso está na tua rotina diária.”
  • “Deves criar um programa que consigas seguir por cinquenta anos, não por cinco semanas ou cinco meses.”
  • “Se queres que o teu corpo atinja o máximo da sua performance, precisas de ter atenção de forma a consumires os nutrientes da melhor qualidade e evitares ‘junk food’. Se queres que o teu cérebro atinja o máximo da sua performance, tens de estar ainda mais atento à alimentação do mesmo.”
  • “[…] somos a média combinada das cinco pessoas com quem passamos mais tempo.”
  • “Já deves estar ciente disto: há pessoas de quem podes precisar de te afastar. Completamente. Pode não ser um passo fácil de tomar, mas é essencial. Deves fazer a escolha difícil de não permitir que certas influências negativas te continuem a afectar. Determina a qualidade de vida que queres ter, e de seguida rodeia-te de pessoas que representam e suportam essa visão.”

(Nota: tal como em relação aos outros livros, é só clickar na capa dele para ir à página sobre o mesmo na Amazon. O link não é de afiliado; se isso se alterar no futuro, esta mensagem será alterada.)