Gastos semanais: Semana #8 (23 a 29 de Junho de 2018)

Nota: como habitualmente, os valores em geral são arredondados.

Gastos na conta bancária:

  • 25€ – empregada
  • 44€ – seguro de saúde
  • 333€ – última prestação do carro

Nota: não incluo os pagamentos dos cartões de crédito, como mencionado na semana passada. Posso dizer que foi mais de 500€, e ainda falta um. 🙁 Claro que também recebi o ordenado e os lucros dos sites.

Gastos no cartão de refeição:

  • 38€ – 5 refeições

Gastos no cartão de crédito:

  • 23€ – assinatura (2 créditos) do Audible (audiobooks)
  • 8€ – comics assinados no Comixology
  • 10€ – asssinatura do Office 365

Resultados:

Gastos totais: 481€
Gastos em entretenimento: 31€ (6.4% do total).

Acho que foi aceitável. Se não fosse a prestação do carro, os gastos teriam sido “apenas” 148€, pelo que para o mês que vem será melhor. 🙂

Já agora… este é o 50º post! Nada mau para menos de 2 meses (o blog começou a 7 de Maio, acabei de ir ver). Eu sei, eu sei, é um post muito “normal”; vou tentar que o 100º seja mais “especial”. 🙂 E obrigado a toda a gente que lê e comenta. 😉

Gastos semanais: Semana #7 (16 a 22 de Junho de 2018)

Nota: como habitualmente, os valores em geral são arredondados.

Gastos na conta bancária:

  • 50€ – reforço do cartão de crédito (para registar/renovar domínios; ver abaixo)

Gastos no cartão de refeição:

  • 38€ – 5 refeições

Gastos no cartão de crédito:

  • 7.5€ – comics assinados no Comixology
  • 6€ – livro (Kindle) (yay, uma novelização lançada este mês de um jogo de ZX Spectrum de 1984! 🙂 )
  • 2€ – audiobook no Audible (ainda tinha um crédito por usar, mas não vale a pena usar um para uma coisa tão barata, já que eles acumulam, e há audiobooks a 30€+)
  • 31€ – registo de 2 domínios (duas formas diferentes de escrever a mesma coisa — sim, é necessário garantir isso) e renovação anual de outro. Novo mini-site daqui a dias (que infelizmente não posso revelar aqui — anonimato, e essas coisas)!

Resultados:

Gastos totais: 134€
Gastos em entretenimento: 13.5€ (10% do total)

Não me parece muito mau. A percentagem de entretenimento foi maior, mas isso foi mais por os gastos totais serem (relativamente) tão baixos.

Volto a perguntar-me se não estarei a ser “cruel” comigo próprio ao contar os gastos do cartão de crédito duas vezes. Ou seja, se “carrego” o cartão em 50€ e depois o uso para comprar algo também de 50€, não “gastei” 100€, pois não?

Acho que comecei a contabilizar assim de forma a ser mais exigente comigo mesmo, mas acho que a partir da semana que vem vou deixar de contabilizar (nestes posts) os carregamentos dos cartões. Ou, melhor ainda, vou especificar esses gastos, mas deixar de os contar no total das despesas. Parece-me fazer mais sentido, assim. (Mas estejam à vontade para partilhar as vossas opiniões…)

Gastos semanais: Semana #6 (9 a 15 de Junho de 2018)

Nota: como habitualmente, os valores em geral são arredondados.

Gastos na conta bancária:

  • 15€ – consulta médica
  • 22€ – farmácia (em sequência do ponto acima)
  • 38€ – água (mensal)

Gastos no cartão de refeição:

  • 35€ – 4 refeições

Gastos no cartão de crédito:

  • 4€ – comic assinado no Comixology
  • 85€ – encomenda de supermercado

Resultados:

Gastos totais: 199€
Gastos em entretenimento: 4€ (2% do total)

Não foi muito mau: houve só uma conta para pagar, por exemplo. E a percentagem para entretenimento está bem boa. Os 85€ de supermercado foram significativos, sobretudo já tendo feito outra encomenda na semana passada, mas são mesmo coisas que faltavam em casa e que, na maioria dos casos, devem durar.

Gastos semanais: Semana #5 (2 a 8 de Junho de 2018)

Nota: como habitualmente, os valores em geral são arredondados.

Gastos na conta bancária:

  • 83€ – telecomunicações (ver nota abaixo) (mensal)
  • 68€ – gasolina
  • 36€ – gás (mensal)
  • 116€ – encomenda de supermercado 1

Gastos no cartão de refeição:

  • 32€ – 4 refeições

Gastos no cartão de crédito:

  • 17€ – Patreon (várias coisas que suporto) (mensal)
  • 74€ – servidores alugados, onde tenho os sites (ver nota abaixo) (mensal)
  • 25€ – anuidade do cartão
  • 6€ – revistas assinadas no Kindle (assinaturas canceladas ontem) (mensal)
  • 8€ – comics assinados no Comixology

Resultados:

Gastos totais: 465€
Gastos em entretenimento: 31€ (6.6% do total)

Notas:

  • fui na semana passada a uma loja do operador de telecomunicações, cancelar serviços que raramente uso, e a partir do próximo mês (ainda não afectou este) vou pagar menos 21€/mês;
  • cancelei/destruí um dos servidores alugados, que custava 20€/mês, e que usava já há uns anos para uma experiência com estatísticas dos meus vários sites. Mas realmente não me estava a ser útil, e tenho tudo isso (mesmo que um pouco menos “user friendly”) no Google Analytics;
  • como disse acima, também cancelei as assinaturas de 3 revistas no Kindle, o que poupa 6€/mês.

No total, portanto, passo a gastar menos 47€/mês (a começar no próximo), o que dá 564€/ano a mais na conta bancária. Nada mau.

Gastos semanais: Semana #4 (26 de Maio a 1 de Junho de 2018)

Nota: como habitualmente, os valores em geral são arredondados.

Gastos na conta bancária:

  • 600€ – pagamento dos dois créditos pessoais
  • 250€ – pagamento do cartão de crédito que faltava
  • 25€ – empregada
  • 41€ – compra de roupa
  • 240€ – colchão novo para a cama (o antigo, sobrevivente de uns 15 anos, já tem umas molas a querer a liberdade…)
  • 10€ – refeição fora (vez em que não usei o cartão de refeição)
  • -10€ – electricidade (sim, tem um “menos” no início, eles reembolsaram-me por na vez anterior ter pago mais, devido a ter-me esquecido de dar a leitura, isso depois de uns meses em que andei a gastar mais que o habitual) (mensal)

Gastos no cartão de refeição:

  • 26€ – 3 refeições

Gastos no cartão de crédito:

  • 10€ – assinatura do Office 365 (mensal)
  • 11€ – assinatura do Netflix (mensal)
  • 7€ – assinatura do Google Play Music (mensal)
  • 57€ – renovação anual de vários domínios web (de vários sites que mantenho)
  • 4€ – comics assinados no Comixology

Gastos totais: 1271€. Imenso dinheiro. 🙁 Mais uma vez, parte disto ainda veio da venda dos investimentos da semana passada, senão não daria para fazer tanto. Outra vantagem é que a família, muito generosamente, perdoou-me a prestação do carro este mês por ter de comprar o colchão; assim sendo, só falta uma. Os meus agradecimentos à família, se bem que obviamente não posso citar nomes por querer manter este blog mais ou menos anónimo…

Enfim. Como disse, foi imenso dinheiro, mas — se é que isso conta para alguma coisa — em entretenimento foram somente 22€ — ou seja, 1.7% dos gastos totais. Acho que não me tenho portado completamente mal…

Gastos semanais: Semana #3 (19 a 25 de Maio de 2018)

Nota: como habitualmente, os valores em geral são arredondados.

Antes de começar: além do ordenado e dos lucros dos meus projectos (cujos valores, obviamente, não posso especificar), esta semana entraram também 416€ dos investimentos/poupanças que tinha, e que vendi/levantei. Pôr X% todos os meses em poupanças/investimentos é tudo muito bonito, mas enquanto há dívidas “más” (basicamente, tudo menos a casa), depois de se juntar um fundo limitado para emergências, na minha opinião o dinheiro é muito mais bem empregue a pagar o máximo possível dessas dívidas — cujos juros ao mês são, infelizmente, bem maiores do que aquilo que o equivalente em investimentos pode alguma vez render mensalmente.

Gastos na conta bancária:

  • 600€ – pagamento de cartões de crédito (2 dos 3; ainda estou à espera do extracto do 3º. Sim, podia pagar já, a entidade/referência é sempre a mesma, mas prefiro esperar mais um dia ou dois.) 1 E, antes que pensem que ganho imensamente bem, eu nunca poderia pagar tanto se não fosse o levantamento dos investimentos, mencionado acima…
  • 44€ – seguro de saúde (mensal)
  • 8€ – almoço (num dia em que, por distracção, usei o multibanco em vez do cartão de refeição)
  • 33€ – água (mensal)

Gastos no cartão de refeição:

  • 30€ – 4 refeições

Gastos no cartão de crédito:

  • 110€ – encomenda de supermercado
  • 23€ – assinatura de 2 créditos no Audible (actualmente todos os audiobooks que compro são sobre finanças pessoais ou desenvolvimento pessoal, por isso acho que é um investimento que vale a pena, e assim fica mais barato do que comprar audiobooks individualmente) (mensal)
  • 8€ – audiobook comprado no Audible (parece que me estou a contradizer, não é? Mas o preço deste audiobook em particular era menos do que o de um crédito (pela assinatura), por isso preferi comprar assim e guardar o crédito para uma próxima oportunidade)
  • 8€ – comics assinados no Comixology

Gastos totais864€. Ouch. 🙁 Pelo menos, uma boa parte foi para reduzir dívidas de cartões — neste momento, faz sentido pagar tanto quanto possível, cada mês, até eliminar essas dívidas, já que os juros não são brincadeira.

Gastos em entretenimento (em que não incluo os audiobooks, neste momento — são todos sobre coisas “sérias”): 8€. Nada mau, parece-me; afinal, podia ter sido pior. 🙂

Gastos semanais: Semana #2 (12 a 18 de Maio de 2018)

Nota: como habitualmente, os valores em geral são arredondados.

Gastos na conta bancária:

  • 16€ – farmácia (anti-histamínicos e spray nasal de água do mar… alergias suckam. 🙁 )
  • 110€ – electricidade (no mês passado não reportei a leitura, e isto ainda são restos de umas experiências que fiz em casa a minar criptomoedas há uns bons meses. O meu valor normal anda à volta de 55€; imagino que para o mês que vem não pague nada. E, sim, agora já tenho um alarme configurado para não me voltar a esquecer.) (mensal)
  • 19€ – Via Verde (tive uma semana de férias no início do mês, no Alentejo) (mensal, quando há)
  • 25€ – reforço do cartão de crédito (dará para ver porquê na secção sobre o mesmo; este é o cartão de crédito das coisas que assino, e tem sempre de ter alguma folga.)

Gastos no cartão de refeição:

  • 40€ (5 refeições)

Gastos no cartão de crédito:

  • 7€- comics assinados no Comixology
  • 15€ – Kickstarter 1

Total: 232€

É algum dinheiro, mas até acho (tentando ser generoso comigo próprio) que não foi assim tão mau. Férias são raras. O Kickstarter foi esporádico. A electricidade, além de ser mensal, por não ter dado a leitura do mês passado foi como se tivesse feito um “adiantamento” sobre o próximo mês, no qual espero não pagar nada ou quase nada. E consegui não mexer nos outros cartões de crédito…

Vendo a coisa de outra forma: os únicos gastos em entretenimento foram os do cartão de crédito: 22€. Podia ser bem pior. 🙂

Gastos semanais: Semana #1 (5 a 11 de Maio de 2018)

Era interessante um dia arranjar um formato mais bonito para isto (e nada impede que no futuro volte a este post e o edite para ficar de acordo com esse eventual formato), mas para já vai assim…

Nota: os valores em geral são arredondados.

Gastos na conta bancária:

  • 36€ – água (mensal)
  • 82€ – telecomunicações (mensal)
  • 11€ – refeição perto do trabalho (um dia em que o cartão de refeições não estava a ser aceite, for some reason)

Gastos no cartão de refeições:

  • 32€ (4 refeições)

Gastos no cartão de crédito para as compras:

  • 67€ – 2 Kickstarters em que tinha participado há tempos e que terminaram agora
  • 7€ – revistas assinadas no Kindle (mensal)
  • 4€ – comics assinados no Comixology
  • 15€ – assinatura anual da revista Money (formato digital)
  • 85€ – encomenda de supermercado
  • 48€ – análises que tive de fazer

Total: 387€

(Não incluo o Telfast que comprei ontem na farmácia, que paguei em dinheiro que tinha levantado na semana passada, e que portanto já tinha saído da conta bancária.)

Ainda é bastante. 🙁 OK, várias destas coisas são “restos” de outros tempos (Kickstarters), várias delas são mensais (água, telecomunicações, supermercado), outra é anual (assinatura da revista), e outra foi uma vez sem exemplo (análises). Excluindo isso tudo, o valor para esta semana seria… 54€. Esse valor já não é assim tão mau… mas, claro, as despesas mensais não são para ignorar (até porque são divididas pelas várias semanas do mês — ou seja, para a semana há outras).

Por outro lado: não há gastos em pequenos-almoços no trabalho, lanches, cafés, lattes, minis, tabaco (não fumo), saídas à noite, lugares de garagem, nem nenhuma das outras coisas que a maioria das pessoas consome regularmente. Acho que podia estar bem pior. Optimismo! 🙂

(Nota: esta é a “Semana 1” porque foi nela que comecei a fazer isto. A ideia é continuar a aumentar esse número, sempre a partir desta semana — ou seja, não tem nenhuma equivalência com a semana do ano.)