Coisas e tal, edição Outubro de 2019

Caso cá venham com alguma regularidade, e/ou sigam o blog num agregador de blogs, devem ter reparado na falta de posts…

As razões foram várias, incluindo pouco tempo livre tanto no trabalho (por haver mais do mesmo) e fora dele, várias questões/problemas pessoais (nada do outro mundo, mas tudo acaba sempre por pesar um pouco), várias avarias (que obrigam sempre a gastar dinheiro, o que faz com que não apeteça muito “pensar” no mesmo), e por último uma dose razoável de síndroma do impostor — tipo “quem é que eu penso que sou para estar para aqui a escrever sobre finanças pessoais, quando as minhas deixam tanto a desejar?

(A resposta para isso, já agora, passa por me lembrar de que não estou a escrever aqui como se fosse um “guru financeiro”, apenas como alguém a aprender e experimentar, e documentar e partilhar essa aprendizagem e experiências — além de que também aprendo com o que comentam e sugerem aqui.)

(Ainda outra possível resposta é que, se por um lado podia ter feito bem melhor, sendo mais “extremo” na frugalidade e corte de despesas em geral, além da criação de novas fontes de rendimento, por outro lado mesmo assim já fiz muito e melhorei muita coisa desde que iniciei o blog — não só acabei com vários desperdícios, como reduzi as dívidas em quase 9000€ — podia ser melhor, mas também podia ter sido pior. Frequentemente, sou o meu pior crítico…)

Enfim…

Em termos de novidades, além da já esperada (e que virá no post seguinte, espero que ainda hoje), tive várias pequenas avarias que me forçaram a gastar dinheiro, mas nada do outro mundo. A mais chata foi a do disco do meu PC principal em casa, e estive mesmo para comprar um PC novo (não só por não ter na altura a certeza de que o problema fosse mesmo do disco, como também por aquele já ser relativamente velho — eu adoro jogos de computador, e ele já não aguentava os novos), mas acabei por ter juízo e decidir comprar só um novo disco (SSD, que estão bem mais baratos do que há uns tempos) e instalar Linux (o anterior tinha Windows, sobretudo por causa dos jogos). Até ficou bem mais rápido, sobretudo por causa do disco, e, mais importante, custou-me 63€ em vez de os cerca de 1000€ que um PC novo (“de jeito”) me custaria.

De resto, ando com tão pouca cabeça para estas coisas que nem tenho lido blogs ou livros sobre o assunto. 🙁 Acabei há tempos o Financial Freedom do Grant Sabatier, e comecei o I Will Teach You To Be Rich do Ramit Sethi, mas já não lhe pego há semanas (nada de errado com o livro, é mesmo problema meu); a ver se eventualmente falo deles aqui. Acho que estou a precisar mesmo de férias; sinto a cabeça cansada, e pouca vontade de fazer coisas — felizmente, vou ter uns 6 dias para descansar no fim do mês (fim de semana prolongado + os últimos 3 dias de férias este ano).

Deixar uma resposta